.

Intestino e Microbiota – Informe 10

 

Microbiota é o nome para o padrão de bactérias, leveduras e fungos (microorganismos) presentes no intestino e que nos trazem benefícios, se estiverem em disposição e proporção saudáveis.

 

 

Porém várias situações favorecem a mudança da microbiota e prejuízos a saúde:

 

• A alimentação industrializada com aditivos químicos e

menos variedades de alimentos frescos.

 

 

• Exposião a poluentes ou hábitos como

fumo e ingestão de bebidas alcoólicas.

 

 

• Sedentarismo e estresse.

 

 

 

• Uso de antibióticos e outros medicamentos

(corticoide, anti-inflamatórios, etc).

 

 

• Uso de prazóis e antiácidos (reduz a acidez

estomacal causando hipocloridria)

 

 

• Agrotóxicos e metais pesados

nos alimentos consumidos.

 

 

Pacientes com Doença Renal Crônica, desde os estágios mais iniciais, vem apresentando cada vez mais alterações da microbiota intestinal.

 

Os sintomas mais comuns:

  • Distenção abdominal
  • Arrotos
  • Sensação de empachamento (má-digestão)
  • Dor abdominal
  • Prisão de ventre, gases e náuseas
  • Diarréia má absorvida (esteatorréia)

 

 

Se você apresenta desconfortos gástricos e intestinais crônicos, procure ajuda de um nutricionista especializado e seu médico, que poderão avaliar seu estado clínico e fazer o tratamento de modulação da sua flora intestinal.

 

IMPORTANTE:

Não deixe de ingerir vegetais. Se o seu potássio estiver alto, coma os vegetais cozidos e as frutas com menos potássio, controlando a quantidade de porções ao dia. Estes alimentos são fontes importantes de vitaminas e fibras.

 

 

 

As bactérias de uma microbiota saudável ajudam nosso organismo com a:

 

 

A dieta é o fator mais importante que altera a microbiota intestinal. 

 

Alimentos ruins:

  • Embutidos
  • Refrigerantes
  • Biscoitos em geral (recheados, amanteigados, açucarados)
  • Frituras e alimentos gordurosos
  • Comidas de fast food
  • Doces em geral e alimentos açucarados
  • Vegetais não orgânicos

 

Contem os:

  • Corantes
  • Adoçantes ou edulcorantes
  • Aromatizantes
  • Emulsificantes
  • Conservantes
  • Realçadores de sabor

= ADITIVOS ALIMENTARES.

 

 

KET175

Compartihe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Mais Artigos

Efeitos sobre a uremia

Influência da redução proteica suplementada com cetoanálogos (KA) sobre os parâmetros da progressão da DRC em pacientes com e sem DM.     Após 15